domingo, 26 de junho de 2016

NOVOS CURSOS - 2018



CALENDÁRIO DE CURSOS PARA 2018

Cabala prática e Magia operativa – 18 de Março e 29 de Abril (2 Domingos)
Magnetismo e Pendulogia – 24 de Junho (1 Domingo).
O Tarot e a utilização dos Oráculos – 29 de Julho (1 Domingo)
Energoterapia; o controle das Energias – 30 de Setembro (1 Domingo)
Espagíria (alquimia vegetal) – 28 de Outubro, 25 de Novembro e 16 de Dezembro (3 Domingos).

Os cursos realizam-se em Mafra. Para mais informações ligar, por favor, para os números: 261 815 198 ou 966 818 086.


Não é a transmissão de uma informação, mas a vontade e objectivo com que é recebida, que nos permite atingir outro grau de Conhecimento. Todas as matérias abordadas nestes cursos, são técnicas de autoconhecimento, que mais do que exercer o domínio sobre o que está fora de nós, nos ajudam a conhecermo-nos, a perceber as nossa características e capacidades, ajudando-nos a atingir o equilíbrio entre a razão e a emoção e a descobrir a verdadeira direcção do nosso Caminho.





CURSO DE CABALA PRÁTICA E MAGIA OPERATIVA

Aquilo a que chamamos vida não é mais do que uma pequena fase de um longo percurso que, através das Esferas, nos conduz do Plano Denso até ao Divino. E, durante esta caminhada, todas as situações por nós vividas têm a finalidade de nos preparar para o passo seguinte. Se entendermos que cada um de nós é sempre o centro do seu universo, e que todas as escolhas que façamos dependem sempre do nosso livre arbítrio, compreenderemos até que ponto somos responsáveis pelo que nos pode acontecer. A Magia é a Arte de controlar as Energias, reconduzindo a vida ao seu projecto original e purificando-a das influências externas que a possam ter influenciado ou alterado. O seu efeito é exercido principalmente sobre quem a pratica e não sobre o mundo exterior, não devendo nunca ser esquecida a Lei da Responsabilidade que diz que nenhum trabalho da Arte deve ser realizado de forma a violar a vontade de alguém.

1ª Aula (Cabala): 18 de Março.

1 – O Conceito. Energia Primordial: o Um. As duas polaridades: o Dois; a divisão da Energia Primordial, o Macro e o Microcosmo, o Homem como reflexo do Universo. A projecção no Plano Denso: o Três; as Trindades Divinas, os três Princípios, o Casamento Alquímico, os três caminhos que conduzem ao Ponto sem retorno. A separação das Densidades: o Quatro; os Quatro Elementos, Terra, Água, Fogo e Ar. A activação da matéria: o Cinco; os cinco sentidos, as cinco naturezas, a percepção dos Planos na Esfera Densa, formas de contacto. O duplo sentido do Caminho: o Seis; Pontos de passagem e Ponto sem retorno, a purificação da Matéria e a integração na Energia Primordial. As Energias Planetárias: o Sete; os Centros Energéticos, os Dias da Criação, o Mito de Osíris, as Sete Portas, percorrer o Bom Caminho e vencer o Bom Combate.

2 – A Árvore da Vida. A Peregrinação pelo nosso Plano. Quem somos, de onde viemos, para onde vamos. A aprendizagem e o sentido da Viagem. Os três ciclos de Saturno: aprender, construir e realizar.  
       

3 – O Caminho do Peregrino. O Caminho dos Arcanos: aprendizagem, construção, realização, sublimação.


2ª Aula (Magia): 29 de Abril.

4 – Iniciação e Iniciações. Preparação e práticas. O Templo, o altar, os símbolos, os elementos, os instrumentos, os complementos, a palavra, as cores.

5 – Os rituais. O que é um ritual. Objectos rituais. Dias e horas, ciclos lunares, ciclos naturais. O círculo mágico. A divisão do ritual.


6 – Protecções. Amuletos e talismãs. As Plantas Mágicas.





CURSO DE MAGNETISMO E PENDULOGIA.

Ao longo dos anos em que venho percorrendo o meu Caminho, tenho encontrado uma ajuda constante na utilização de Pêndulos, conseguindo obter informações que me permitiram fazer opções mais correctas e não perder tempo com desvios inúteis.
Mas também aprendi que não nos podemos tornar escravos do Pêndulo. Ele é apenas uma ferramenta que nos ajuda a caminhar com mais segurança, ajudando-nos a determinar qual a opção mais indicada para um determinado momento. Mas viver é ter a capacidade de mudar, construindo, em cada dia, aquilo a que chamamos futuro. Arranje um Pêndulo, utilize-o, e verá que o Caminho se torna muito mais fácil de ser percorrido.

1 Aula: 24 de Junho.

1 – Enquadramento histórico.
2 – As Energias.
3 – A Radiestesia.
4 – O Magnetismo.
5 – Pêndulos e Varas.

6 – Aplicações práticas.





CURSO DE TAROT E UTILIZAÇÃO DE ORÁCULOS

Os Oráculos não adivinham. Indicam as probabilidades de algo acontecer em função de alguma acção por nós realizada. E como o futuro não é mais do que a projecção das acções de hoje num provável amanhã, quem não semeia não colhe.
O Tarot não é mais do que uma técnica de autoconhecimento que nos permite entender quem somos, de onde viemos e para onde vamos, indicando-nos em cada acção um desenvolvimento provável e um futuro possível. Mas depende sempre de nós a sua concretização. O passado, se o soubemos aproveitar, deve -nos ter dado o conhecimento e a firmeza necessários para prepararmos o futuro. Aproveitemos as indicações que o Tarot nos pode dar para caminharmos com mais segurança e termos confiança nas nossas capacidades de realização. Assim, conseguiremos percorrer o Bom Caminho e vencer o Bom Combate.

1 Aula: 29 de Julho.

7 – O Caminho do Tarot. Informação ou determinismo.
8 – Breve história do Tarot. O Livro de Thot.
9 – Os Arcanos Maiores.
10 – Os Arcanos Menores.
11 – O Yi Ching e outros Oráculos.



CURSO DE ENERGOTERAPIA


Para se conseguir o equilíbrio etérico e espiritual de uma entidade deve-se trabalhar sobre três níveis existenciais: o físico, o emocional e o mental.
O equilíbrio é conseguido quando existe saúde mental, emocional e física. O corpo físico deverá ser o último nível a ser tratado, pois o desequilíbrio é sempre provocado por problemas nos níveis mais subtis.
Quaisquer alterações comportamentais, ou de aspecto, irão assegurar que a intervenção está a resultar.

1 Aula: 30 de Setembro.

1 – Energias. O que são, onde estão.
2 – Intensidade Energética. Escala de Bovis.
3 – Corpo e Energia. Centros energéticos.
4 – Desbloqueio e alinhamento. Causas de bloqueios.
5 – Efeito da Energia. Nos locais, nos animais, nas pessoas.
6 – Espaço e Energia. Efeitos à distância.
7 – Energia e Terapia. Correcções.



CURSO DE ESPAGÍRIA
(Alquimia Vegetal)

Os trabalhos alquímicos ajudam-nos a atingir o equilíbrio entre o que está fora e o que está dentro.
Fora de nós, regido por Júpiter, está o envolvimento com o mundo da matéria, o Plano Manifestado, que nos estimula ou condiciona, conforme tenhamos a consciência de que somos os actores principais do nosso filme, ou consintamos em que nos transformem em actores secundários de outro filme qualquer.
Dentro de nós, regido por Mercúrio, está a consciência do Caminho, a certeza de que o nosso corpo nada mais é que a bagagem que nos ajudará a fazer a viagem a que chamamos vida e que é dominando-nos e não dominando que atingiremos o conhecimento necessário para fazermos a passagem entre os Planos.

Para percorrer a via espagírica, é fundamental adquirir prática de manipulação dos utensílios de laboratório. É através do primeiro trabalho operativo, que permite a separação dos Três Princípios Alquímicos (Sal, Enxofre e Mercúrio filosóficos), a Destilação, que devemos iniciar a nossa aprendizagem. A prática da destilação, ajudar-nos-á no início da Via Húmida e na preparação dos primeiros elixires. E, com os resíduos sólidos das nossas destilações, daremos início ao nosso trabalho directo com o Fogo, para a elaboração dos Sais das plantas, que possuem notáveis propriedades terapêuticas.



1ª Aula: 28 de Outubro.
1 – Introdução à Alquimia. Via Lunar e Via Solar.
2 – Alquimia e Cabala.
3 – Alquimia e Magia.
4 – A Espagíria e a tradição de Paracelso. Sal, Enxofre e Mercúrio Filosóficos. A Preparação do ENS.

2ª Aula: 25 de Novembro.
6 – A Via Operativa. Prática laboratorial: operações e preparações.
7 – Tinturas e Elixires. A preparação da Pedra Verde.
8 – Elaboração do Archéus e do Gur.
9 – Óleos e Tinturas metálicas.
10 – A Alquimia das Emoções.

3ª Aula: 16 de Dezembro:
1 – Destilações e Circulações.
2 – A preparação canónica do Espírito de Vinho.
3 – A preparação dos Óleos Essenciais.
4 – A Coobação para a preparação de tinturas básicas.
5 – A Rotação ou Circulação, para aumentar o potencial energético das Tinturas.
6 – A Calcinação para preparação dos Sais Espagíricos.
7 – Elaboração de preparados espagíricos.